sábado, 18 de fevereiro de 2017

Continuação sobre as prisões.

Ao ser feita a condução dos acusados para a Delegacia, as informações passadas pelos acusados era de que um deles ( Gustavo Vinícios de Almeida Gomes ) era menor de idade, mais apos conseguir a documentação de ambos, ficou confirmado a maior idade dos dois. Segue foto dos acusados e dos objetos recuperados.



Polícia Militar - 190.

Presos suspeitos de arrastão em feira livre desta cidade.

   
Polícia Militar de Santa Cruz realizou a prisão dos suspeitos de terem assaltado feirantes na manhã deste Sábado na feira de animais.
A feira de animais conhecida por beco do bode teve uma manhã turbulenta, quando por volta das 06h30min da manhã, elementos encapuzados e armados com revolveres e espingarda, fizeram um arrastão e roubaram várias pessoas que estavam negociando naquele local.
A Polícia Militar foi acionada e de imediato começou as diligências no sentido de localizar e prender os criminosos.
Por volta das 09h. foi localizada uma moto que tinha sido roubada na ação dos criminosos; Esta moto foi localizada abandonada nas proximidades do alto de Santa Rita, no bairro Paraíso.
A central de denuncias da Polícia Militar (190) recebeu uma denuncia que informava sobre a possível localização dos criminosos e a parti desta informação, montou-se uma operação que resultou na prisão de dois dos acusados do assalto na feira de animais.
A equipe do G.T.O. com apoio do Delta 17, montaram uma barreira nas proximidades da RN que vai para a cidade de Japi e abordaram um veículo tipo Meriva de cor preta de um taxista aqui de Santa Cruz; No veículo estavam: Deivid Gomes de Almeida Costa, um adolescente de iniciais G.V.A.G. e mais duas adolescentes que acompanhavam os dois.
Foi feita a abordagem e com os mesmos foram encontrados um revolver cal. 32 com seis (06) munições, sendo que cinco (05) destas estavam deflagradas, um (01) aparelho celular, vários documentos de terceiros e uma quantia em dinheiro no valor de R$ 1.055,00 (Um mil e cinquenta e cinco reais); Foi dada voz de prisão aos mesmos e conduzidos para a Delegacia de Polícia para os procedimentos legais.
A Polícia continua em diligências para localizar o restante da quadrilha e será verificada na DP a possível participação destes mesmos no assalto ao supermercado Araújo.

Polícia Militar – 190.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

LEIAM E REFLITAM.

Primeiro dia de aula, o professor de 'Introdução ao Direito' entrou na sala e a primeira coisa que fez foi perguntar o nome a um aluno que estava sentado na primeira fila:
- Qual é o seu nome?
- Chamo-me Nelson, Senhor.
- Saia de minha aula e não volte nunca mais! - gritou o desagradável professor.
Nelson estava desconcertado. Quando voltou a si, levantou-se rapidamente, recolheu suas coisas e saiu da sala.
Todos estavam assustados e indignados, porém ninguém falou nada.
- Agora sim! - vamos começar.
- Para que servem as leis? Perguntou o professor - Seguiam assustados ainda os alunos, porém pouco a pouco começaram a responder à sua pergunta:
- Para que haja uma ordem em nossa sociedade.
- Não! - respondia o professor.
- Para cumpri-las.
- Não!
- Para que as pessoas erradas paguem por seus atos.
- Não!
- Será que ninguém sabe responder a esta pergunta?!
- Para que haja justiça - falou timidamente uma garota.
- Até que enfim! É isso, para que haja justiça.
E agora, para que serve a justiça?
Todos começaram a ficar incomodados pela atitude tão grosseira.
Porém, seguíamos respondendo:
- Para salvaguardar os direitos humanos...
- Bem, que mais? - perguntava o professor.
- Para diferençar o certo do errado, para premiar a quem faz o bem...
- Ok, não está mal, porém respondam a esta pergunta:
"Agi corretamente ao expulsar Nelson da sala de aula?"
Todos ficaram calados, ninguém respondia.
- Quero uma resposta decidida e unânime!
- Não! - responderam todos a uma só voz.
- Poderia dizer-se que cometi uma injustiça?
- Sim!
- E por que ninguém fez nada a respeito? Para que queremos leis e regras se não dispomos da vontade necessária para praticá-las? Cada um de vocês tem a obrigação de reclamar quando presenciar uma injustiça. Todos. Não voltem a ficar calados, nunca mais!

Vou buscar o Nelson - Disse. Afinal, ele é o professor, eu sou aluno de outro período.

Aprenda: Quando não defendemos nossos direitos, perdemos a dignidade e a dignidade não se negocia.
O povo é forte, juntos somos mais do que eles, pagar a conta do que eles fazem é demais.
Sei que quase ninguém leu, mas serve para o que estamos passando hoje na política do Brasil.
Precisamos tomar as rédeas do nosso país.
Estamos à deriva, jogados, sem ninguém por nós.
Estamos pensando no carnaval, preparem se, pois quando passar o carnaval só vem bomba!

FAÇA COM QUE A INDIGNAÇÃO DE TODOS CESSE A  "INDIGNA  AÇÃO"  DOS USURPADORES DO NOSSO PAÍS!

Repassando.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Pensamento do dia!



Fizeram a gente acreditar que amor mesmo,
amor pra valer, só acontece uma vez
acionado, nem chega com hora marcada.
Fizeram a gente acreditar que cada um de
nós é a metade de uma laranja, e que a vida
só ganha sentido quando encontramos a
outra metade.

Não contaram que já nascemos inteiros,
que ninguém em nossa vida merece carregar
nas costas a responsabilidade de completar
o que nos falta: a gente cresce através da
gente mesmo. Se estivermos em boa companhia
é só mais agradável.

Fizeram a gente acreditar que só há uma
fórmula de ser feliz, a mesma para todos,
e os que escapam dela estão condenados
à marginalidade. Não contaram que estas
fórmulas dão errado, frustram as pessoas,
são alienantes, e que podemos tentar outras
alternativas.

Cada um vai ter que descobrir sozinho.
E aí, quando você estiver muito apaixonado
por você mesmo, vai poder ser muito feliz
e se apaixonar por alguém.





Não acredite em algo simplesmente porque ouviu. Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito. Não acredite em algo simplesmente porque está escrito em seus livros religiosos. Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade. Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração. Mas depois de muita análise e observação, se você vê que algo concorda com a razão, e que conduz ao bem e beneficio de todos, aceite-o e viva-o.

Buda