sábado, 6 de fevereiro de 2016

A cor do Mundo


Reflitam...

O ancião descansava sentado em velho banco à sombra de uma árvore, quando foi abordado pelo motorista de um automóvel que estacionou a seu lado:

- Bom dia!

- Bom dia! Respondeu o ancião.

- O senhor mora aqui?

- Sim, há muitos anos...

- Venho de mudança e gostaria de saber como é o povo daqui. Como o senhor vive aqui há tanto tempo deve conhecê-lo muito bem.

- É verdade, falou o ancião. Mas por favor me fale antes da cidade de onde vem.

- Ah!

É ótima. Maravilhosa! Gente boa, fraterna...

Fiz lá muitos amigos. Só a deixei por imperativos da profissão.

- Pois bem, meu filho. Esta cidade é exatamente igual. Vai gostar daqui.

O forasteiro agradeceu e partiu.

Minutos depois apareceu outro motorista e também se dirigiu ao ancião:

- Estou chegando para morar aqui. O que me diz do lugar?

O ancião, lançou-lhe a mesma pergunta:

- Como é a cidade de onde vem?

- Horrível! Povo orgulhoso, cheio de preconceitos, arrogante! Não fiz um único amigo naquele lugar horroroso!

- Sinto muito, meu filho, pois aqui você encontrará o mesmo ambiente...

***

Todos vemos no mundo e nas pessoas algo do que somos, do que pensamos, de nossa maneira de ser.

Se somos nervosos, agressivos ou pessimistas, veremos tudo pela ótica de nossas tendências, imaginando conviver com gente assim.

Em outras palavras, o mundo tem a cor que lhe damos através das nossas lentes.

Se nossas lentes estão escurecidas pelo pessimismo, tudo à nossa volta nos parecerá escuro. Tudo, para nós, parecerá constantemente envolto em trevas.

Se nossas lentes estão turvadas pelo desânimo, o universo que nos rodeia se apresenta desesperador. Mas, se ao contrário, nossas lentes estão clarificadas pelo otimismo, sentiremos que em todas as situações há aspectos positivos.

Se o entusiasmo é o detergente das nossas lentes, perceberemos a vida em variados matizes de luzes e cores.

A cor do mundo, portanto, depende da nossa ótica. O exterior estará sempre refletindo o que levamos no interior. 


Velho Sábio

Para garantir um carnaval tranquilo é preciso seguir algumas orientações

O clima de Carnaval já tomou conta dos quatro cantos do Rio Grande do Norte e algumas dicas são importantes para garantir à população do Estado um carnaval tranquilo, além de contribuir significativamente para diminuição das ocorrências criminais neste período. São dicas que vão do cuidado com a residência, local de festa e a própria saúde.
Cada pessoa pode cuidar de sua segurança, evitando os acidentes. Para isso, o principal é seguir orientações como: ao procurar locais para nadar, escolher um local conhecido e nunca ir sozinho; obedecer a sinalização de perigo e procurar sempre local onde existe a presença de guarda-vidas.
É importante não beber antes de entrar na água; não se afastar muito da margem, mesmo se souber nadar; não tentar salvar pessoas em afogamento sem estar devidamente habilitado; não deixar as crianças sozinhas; e, por fim, usar colete salva-vidas quando estiver em embarcações.
Para quem vai curtir o carnaval de rua a dica é manter a calma em caso de incêndio ou tumulto e acionar os bombeiros pelo telefone 193.
Para quem vai viajar é preciso tomar os devidos cuidados, tais como: trancar portas, janelas e portões; pedir um vizinho para recolher as correspondências e observar pessoas suspeitas; não deixar ferramentas, escadas e outros objetos que possam facilitar a entrada de criminosos à vista.
Quanto ao veículo, a orientação é estacioná-lo em locais bem iluminados, manter os vidros fechados, portas travadas e alarme acionado, não deixar objetos visíveis e não dirigir se ingerir bebida alcoólica. Para os foliões, a recomendação ainda é evitar brigas e confusões e não carregar grandes quantias de dinheiro.
DICAS
Planeje antecipadamente o local que você deseja estar, com informações detalhadas de como chegar, locais onde frequentar;
Mantenha sempre sua atenção e em objetos (celular, carteira, bolsa) à frente de seu corpo. Fique atento também às pessoas que estejam ao seu redor;
Especial atenção com crianças. Uma boa alternativa é identificá-las com etiquetas;
Marque pontos para reencontros caso haja separações no grupo;
Beba de forma consciente. Evite bebidas em excesso;
Não dirija após a ingestão de bebidas alcoólicas, procure uma condução alternativa;
Não aceite bebida de pessoas que você não conhece;
Tenha dinheiro separado para pequenas despesas;
Cuidado com esbarrões e empurrões aparentemente acidentais;
Nunca namore dentro do carro parado em via pública ou local ermo;
Evite locais perigosos e de conhecida violência;
Informe sempre sua família sobre onde e com quem você vai estar;
Antes de pegar a estrada feche o registro de gás, tire todos os aparelhos da tomada e verifique se todas as portas e janelas estão trancadas;
Use sempre o cinto de segurança e respeite os limites de velocidade;
Divirta-se com segurança e em qualquer situação de emergência ligue “190” (Policia Militar), “193” (Corpo de Bombeiros), “192” (Samu) ou “191” (Policia Rodoviária Federal).
http://www.nominuto.com/

Carnaval no RN conta com 1.598 PMs por dia na segurança dos foliões

A Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social do Rio Grande do Norte apresentou nesta sexta-feira (5) o plano de segurança para o carnaval no estado. Batizada de 'Carnaval Mais Seguro', a operação contará com um efetivo diário de 1.598 policiais militares. Destes, 334 atuarão na região Metropolitana, 1.109 no interior e outros 155 especificamente no policiamento de trânsito.  
Além do policiamento militar, o planejamento operacional também contará com ações da Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Instituto Técnico-Científico de Polícia do RN (Itep), integrados com efetivos da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Federal, Guardas Municipais e Serviço Móvel de Urgência (SAMU). As ações começam na noite desta sexta-feira e se estendem até a Quarta-feira de Cinzas (10).
Para o Carnaval, o Governo do Estado investirá um total de R$ 721.200 mil em diárias operacionais e de viagem, sendo R$ 600 mil para a Polícia Militar, R$ 21.200 mil para o Corpo de Bombeiros e R$ 100 mil para a Polícia Civil.
Em Natal, as delegacias de plantão da Zona Norte e Zona Sul funcionarão normalmente.
Interior 
No interior do estado, o policiamento será reforçado em Caicó, Nova Cruz, Pipa, Tibau do Sul, Sabaúma, Barra do Cunhaú, Canguaretama (Centro e no Balneário de Piquiri), Baia Formosa, Sagi, Pedro Velho, Goianinha, Lagoa Salgada, Santo Antônio, Macau, Mossoró, Governador Dix-Sept Rosado, Baraúna, Apodi, Felipe Guerra, Itaú, Rodolfo Fernandes, Severiano Melo, João Câmara, Bento Fernandes, Caiçara do Norte, Pedra Grande, Touros, Rio do Fogo, São Miguel do Gostoso, Maxaranguape, Pureza, Ielmo Marinho e Poço Branco.

Em Caicó, onde está previsto para ocorrer eventos na Ilha de Santana e nas praças do Coreto e José Augusto, a PM terá a sua disposição a Plataforma de Observação Elevada (POE) para ser utilizada como Centro Integrado de Comando e Controle Móvel (CICCM), com a finalidade de melhorar a comunicação entre a PM, a Policia Civil e os demais órgãos envolvidos, e o desempenho operacional.
Já o Comando de Policia Rodoviária Estadual (CPRE) trabalhará no sentido de interditar o tráfego de veículos os locais reservados aos festejos carnavalescos, efetuar o controle e desvio de tráfego, a fim de permitir uma maior fluidez no trânsito e na proteção aos pedestres. Ao todo, o CPRE contará com 155 policiais militares, diariamente, que atuarão distribuídos nas cidades de Natal, Extremoz, Guamaré, Areia Branca, Assu, Touros, Macau, Tibau, Lajes, Porto do Mangue, Jardim do Seridó, Jardim de Piranhas, Currais Novos, Parelhas, Cerro Cora, Pau dos Ferros , Almino Afonso, Frutuoso Gomes, Riacho da Cruz, Tenente Ananias, Nova Cruz, Santa Cruz, Pipa, Barra de Cunhaú, Baia Formosa, entre outros.
Policia Civil terá 20 delegacias trabalhando em regime de plantão 24 horas
O Plano Operacional da Delegacia Geral da Policia Civil (Degepol) para o carnaval pretende garantir a segurança e tranquilidade dos veranistas, moradores e comerciantes, tanto da Região Metropolitana de Natal, quanto do interior do Estado, desenvolvendo as funções de Policia Judiciária, visando a confecção de boletins de ocorrência e lavratura de autos de prisão em flagrante delito, termos e boletins circunstanciados de ocorrência.

Para a Operação Carnaval 2016, a Diretoria de Policiamento do Interior (DPCIN) contará com um efetivo de 388 policiais civis e a Diretoria de Polícia Civil da Grande Natal (DPGRAN) terá 100 totalizando 488 policiais civis, entre agentes, escrivães e delegados.
Durante o período, as delegacias localizadas nos municípios de São Paulo do Potengi, Mossoró, Assú, Apodi, Tibau, Caicó, Pau dos Ferros, Macau, Pipa, Nova Cruz, Patu, Alexandria, Santa Cruz, João Câmara estarão de plantão 24 horas, além das delegacias de Touros, Muriu, Pirangi e das especializadas DENARC (Narcóticos), DCA (Exploração sexual de crianças e adolescentes) e DEATUR (Turista).
Corpo de Bombeiros contará com 14 postos de guarda-vidas
O Corpo de Bombeiros Militar contará com 150 militares, diariamente, que atuarão na Região Metropolitana de Natal e no interior do Estado.

A Operação Litoral Mais Seguro contará com um efetivo de 46 guarda-vidas, diariamente, que atuarão em 14 postos distribuídos nas praias da Redinha, Praia do Forte, Praia do Meio, Praia dos Artistas, Praia de Areia Preta, Ponta Negra, Búzios, Camurupim, Praia da Barra (Tibau do Sul), Praia do Amor (Tibau do Sul), Emanuelas e Ceará (Tibau). O objetivo é desenvolver ações de prevenção, fiscalização, orientação e resgate nas diversas praias do litoral potiguar.
O Serviço Técnico de Engenharia (SERTEN) do Corpo de Bombeiros é uma unidade que demanda diversas ações durante o período pré-carnavalesco. Neste período, o departamento contará com militares que atuarão nas ações de vistorias de carnaval de eventos temporários em 33 municípios.
Na região Metropolitana, o Serviço Técnico de Engenharia estará atuando com vistorias preventivas nos municípios de Natal, São Miguel do Gostoso, Barra do Cunhaú, Maxaranguape, Santana dos Matos, Rio do Fogo, São Tomé, Parnamirim, Poço Branco, São José de Mipibú, Canguaretama, Nizia Floresta, Tibau do Sul, São Paulo do Potengi, Baia Formosa, Touros e Santo Antônio.
Na região do Seridó, estão previstas vistorias nos municípios de Caicó, São João do Sabugi, Jardim do Seridó, Santana dos Matos, Jardim de Piranhas, Serro Corá, Currais Novos, Florânia, Jucurutu, Parelhas e Ouro Branco. No Oeste Potiguar, o Serten atuará nos municípios de Tibau, Macau, Alexandria, Frutuoso Gomes e Apodi.
Regional de Caicó do ITEP terá equipe de perícia no período de momo
O Chefe de Gabinete do Itep, Marcos Brandão, confirmou o reforço do efetivo da Regional de Caicó e o emprego de quase 180 servidores para atender a demanda de exames e perícias nas três unidades do Instituto (Natal, Caicó e Mossoró) durante o período carnavalesco.

De acordo com Marcos Brandão, nos quatro dias da operação "Carnaval 2016" cada uma das unidades do Itep contará com pelo menos uma equipe de perícia escalada, diariamente, de plantão, para atender as solicitações das autoridades policiais e do Judiciário.
"Habitualmente a Regional de Caicó não conta com essa equipe de perícia, mas em razão do aumento do fluxo de pessoas na cidade e da probabilidade  de acionamentos nesses dias de momo, decidimos escalar um perito extra, em caráter preventivo", explicou.
http://g1.globo.com/rn/

Carnaval mistura tradições pagãs e celebra prazeres temporais


Brasília, DF…[ASN] O Brasil é conhecido mundialmente pelo carnaval. Mas, ao contrário do que muitos pensam, a festa não é nacional. Os festejos passaram por muitas transformações e estiveram presentes em diferentes culturas do mundo, tendo início provavelmente na Antiguidade (Mesopotâmia, Grécia e Roma). Originalmente eram comemorações profanas recuperadas pelo cristianismo, cheias de ritos e costumes pagãos.
Segundo o professor associado aposentado da Universidade Federal da Paraíba, Osvaldo Meira Trigueiro, membro da Câmara Paraibana de Folclore, nesse período há uma inversão permitida da ordem social: “o mundo vira do avesso, com manifestações de fuga das normas do nosso cotidiano, dos padrões morais e da aceitação do grotesco”.  Em muitas festas há troca subversiva de papéis, onde homens se vestem de mulher e vice-versa. Alguns historiadores acreditam que essa prática estaria relacionada a costumes de povos antigos.
De acordo com o professor de música da Universidade de Brasília, Vadim Arsky, “na Grécia a festa estava relacionada à fertilidade do solo e à fertilidade humana. Depois disso, o carnaval foi parar na Europa, com mais força na Itália, onde surgiram as máscaras em Veneza, e a partir daí a Igreja Católica aderiu aos festejos como um período dentro da quaresma (os quarenta dias que antecedem a Páscoa) ”. No Brasil, a festa foi trazida pelos portugueses com o entrudo –  brincadeiras onde eram jogadas farinha, baldes de água e luvas cheias de areia. Havia também muita sátira à aristocracia.
No ASN TV de hoje, o diretor do Departamento de Jovens da Igreja Adventista do Sétimo Dia, em oito países da América do Sul, pastor Carlos Campitelli, fala um pouco sobre as origens do carnaval e explica por que os cristãos não devem participar desse tipo de diversão. Confira no vídeo abaixo. [Equipe ASN, Silaine Bohry]

http://www.adventistas.org/pt/